Dicas

Como estruturar questões em avaliações cognitivas?

Estruturar testes cognitivos requer profundo conhecimento dos objetivos de aprendizagem pelos professores, já que todas as questões que compõem o teste devem estar vinculadas a esses objetivos. Além disso, as questões precisam apresentar uma linguagem clara e contextualizada, para que o item seja capaz de aferir algum tipo de habilidade cognitiva do estudante.

 

Para facilitar a vida dos professores, seguem algumas dicas que podem ajudar na estruturação do enunciado de itens de avaliação:

 

  1. O enunciado das questões deve conter um contexto, uma situação-problema e um comando.
  2. A linguagem deve ser clara e objetiva.
  3. O contexto utilizado deve ser necessário ao aluno na busca pela resposta da questão.

 

Contextualização

Tem a função de direcionar o aluno para o assunto em foco. Pode ser uma simples afirmação, imagem ou qualquer material didático de apoio (texto, gráfico, tabela, ilustração, propaganda, declaração, citação de autor devidamente referenciada), pode-se trabalhar múltiplas inteligências (espacial, lógica, linguística, entre outras) no contexto da questão.

 

Situação-problema

Essa parte do enunciado serve de “link” para o comando da questão. A situação-problema busca uma problemática envolvendo a contextualização da questão, desafiando o aluno a responder o comando da questão.

 

Comando

Deve ser redigido de forma clara e objetiva, admitindo apenas uma única resposta previamente definida. O Comando da questão deve estar, de alguma forma, vinculado a todas as opções de resposta, evitando a indução de respostas óbvias. O Comando deve ser expresso por um verbo.

Sugestão
A Plataforma Qstione possui todo um leque de utilidades para elaborar questões melhor estruturadas para suas avaliações. Conheça-nos, e aprimore a forma como você, professor, avalia seus estudantes.