Passo a passo: como escolher as melhores tecnologias para sua escola?

Passo a passo: como escolher as melhores tecnologias para sua escola?

Post Deixe um comentárioPostado em Ensino

Algo está errado no planeta das novas tecnologias educacionais! Atualmente, esta é a minha percepção sobre tudo que estou vendo e ouvindo no meio educacional. São dezenas de artigos, livros e opiniões, das mais diversas vertentes educacionais, convergindo para um único paradigma: a solução para todos os problemas educacionais está na implementação de novas tecnologias. Assim, quando tratamos de um alto nível de desorganização pedagógica, a tal revolução tecnológica da educação emerge como um sopro de esperança para os desavisados. Fala-se de inteligência artificial, neurociência, visão computacional e sobre muitas outras tecnologias sensacionais. No entanto, esquece-se, em muitos casos, de se fazer o “feijão com arroz”.

Como elaborar uma prova de alto nível?

Como elaborar uma prova de alto nível?

Post 1 ComentárioPostado em Provas

Neste texto vamos conversar um pouco sobre como elaborar uma prova de alto nível. Você é professor? Então, está no lugar certo! Boa leitura.

Todos os anos, no encerramento do semestre letivo, somos levados pela avalanche de provas que precisam ser elaboradas para avaliarmos nossos alunos. Passamos horas e horas montando questões e lutando com o computador para ajustar as figuras dentro das margens. Vemos o dia amanhecer criando vários tipos de provas, a fim de dificultar as fraudes. E ainda gastamos um bom tempo distribuindo pesos e pontos para chegar a uma métrica adequada de avaliação.

A ciência que embasa a literacia

Os seis pilares da alfabetização

Post Deixe um comentárioPostado em Artigos

As capacidades de leitura, escrita e interpretação de textos constituem o processo de alfabetização e exigem do estudante um conjunto de habilidades cognitivas e motoras complexas. Estas são trabalhadas, em parte, nos anos anteriores ao período de alfabetização. Por isso, conceitualmente, o domínio de tais habilidades ou competências de leitura e escrita podem ser definidas como literacia.

A análise do nível de literacia dos estudantes é um ponto estratégico para educação de qualquer país. Isso acontece porquê que a base educacional de uma nação reside, majoritariamente, no domínio da linguagem. Assim, a discussão sobre os métodos de alfabetização são tão importantes no universo educacional.

Os pilares da avaliação de estudantes

Os pilares da avaliação de estudantes

Post 2 ComentáriosPostado em Análise de prova, Ensino, Provas

Você é educador e está querendo saber mais sobre os pilares da avaliação de estudantes? Este artigo pode te ajudar. Devido a sua complexidade, a avaliação de estudantes é a etapa do processo de ensino-aprendizagem que exige mais conhecimento técnico, metodologia e preparação de professores no que tange a aplicação, análise e gestão dos resultados dos estudantes.

Qual a diferença entre EaD e ensino remoto?

Qual a diferença entre EaD e ensino remoto?

Post Deixe um comentárioPostado em Ensino

Em tempos de pandemia, vivenciamos algo extraordinário na educação mundial. Surpreendentemente, um processo de mudança cultural que, possivelmente, levaria anos para acontecer, ocorreu em poucos meses. Em outras palavras, instituições de ensino de todas as partes do planeta tiveram que se adequar aos tempos difíceis promovidos pela Covid-19, com a utilização das mais novas tecnologias educacionais.

Quer melhorar seus serviços educacionais? Invista em um bom currículo!

Post Deixe um comentárioPostado em Dicas, Ensino, Sem categoria

A princípio, sob o comando de Nuno, a educação portuguesa apresentou uma evolução impressionante, na última década. Eles conseguiram atingir índices educacionais invejáveis, quando comparados a países europeus de muita tradição no setor educacional, como a Finlândia e a Suécia. Assim, Nuno Crato atribui essa evolução a um investimento simples: a qualificação do currículo escolar.

Vale a pena produzir os próprios materiais didáticos?

Vale a pena produzir os próprios materiais didáticos?

Post Deixe um comentárioPostado em Ensino, Sem categoria

Os gargalos da produção de conteúdo educacional, no Brasil, sempre fizeram as instituições de ensino se questionarem: vale a pena produzir os próprios materiais didáticos? Pensando, então, na comodidade, a maioria das escolas e faculdades optam por adquiri-los prontos. Para isso, geralmente, fecham contratos com os sistemas de ensino ou se associam aos grandes players do mercado de educação a distância (EAD), a fim de obter conteúdos digitais e livros didáticos para os seus cursos.