Como funciona?

 

A Plataforma Qstione passo a passo

Com a adoção do nosso produto, as avaliações aplicadas pela instituição de ensino vão contar com melhor padrão de qualidade. Além disso, os resultados coletados vão gerar estatísticas pertinentes para as equipes pedagógicas, que poderão analisar os resultados dos exames de maneira prática, e tomar decisões que impactem na melhoria do processo de ensino e de aprendizagem de forma mais rápida.

Para atingir este propósito, duas fases distintas do Qstione podem ser definidas: a implantação e a operação da plataforma.

A implantação é a fase inicial do uso do produto, e nela todos os professores e gestores serão treinados para as boas práticas na construção de avaliações, para a análise dos resultados dos estudantes, e para o uso das funcionalidades da própria plataforma. Todos os treinamentos são oferecidos online, na modalidade de ensino à distância. Também é nesta fase que a plataforma é configurada pela nossa equipe, conforme as especificidades de cada instituição de ensino, como os dados de acesso aos usuários e as matrizes curriculares.

A operação é a fase que compreende o uso ordinário da plataforma, e nela o processo de avaliação é executado do início ao fim, compreendendo basicamente os seguintes passos:

 

  1. O professor cadastra questões na plataforma, observando as boas práticas de construção de questões e associando cada uma delas ao grau de dificuldade, aos objetivos de aprendizagem e conteúdos programáticos, e referências previstas na matriz curricular;
  2. Um grupo de professores da instituição de ensino verifica se o padrão de qualidade das questões está adequado, seguindo um checklist da plataforma. Questões rejeitadas devem ser revisadas pelo autor da questão, de acordo com o parecer cadastrado na plataforma. As questões aprovadas são liberadas para serem utilizadas em provas;
  3. O professor gera a prova utilizando questões aprovadas na etapa anterior e observando parâmetros quantitativos de composição da avaliação, tais como quantidade de questões por grau de dificuldade, por objetivo de aprendizagem, etc;
  4. A prova e a folha de respostas são impressas através da plataforma e aplicada aos alunos. Cada documento impresso recebe uma etiqueta de rastreamento, com o objetivo de identificar eventuais falsificações e vazamentos de provas;
  5. Após a aplicação da prova aos estudantes, as folhas de respostas são digitalizadas através de uma scanner, cujo arquivo gerado é carregado para a plataforma;
  6. As folhas de respostas são corrigidas automaticamente pela plataforma;
  7. O professor verifica e valida às correções, observando os resultados obtidos na prova por cada aluno;
  8. Objetivando tomar medidas pedagógicas, o professor verifica as estatísticas, geradas pela plataforma, dos resultados do conjunto de alunos, observando quais objetivos de aprendizagem tiveram menor grau de acerto, quais alunos em cada objetivo obteve menor desempenho, quais questões tiveram menor índice de acerto, quais respostas erradas foram mais marcadas, e etc;
  9. Os gestores pedagógicos analisam o conjunto das avaliações cognitivas, visando identificar as turmas com menor desempenho, quais professores estão associados a elas, quais testes não avaliaram todo o conteúdo previsto, etc;
  10. Com base nas análises anteriores, medidas administrativas e pedagógicas são definidas e aplicadas, visando reverter os eventuais déficits de desempenho observados.